O que é o Big Data e como pode ajudar uma empresa?

Já conheces a importância do Big Data para os negócios? Este é um assunto bastante atual, já que vivemos numa realidade em que os dados são gerados em grande volume.

Por isso, este será o tema do artigo de hoje. Continua a ler e conhece o impacto do Big Data para o teu negócio.

Big Data: A importância dos dados para um negócio

O termo Big Data refere-se à enorme quantidade de dados disponíveis atualmente para empresas, bem como à capacidade de os analisar com mais rapidez e eficiência.

pssst... um pequeno à parte...

Neste diretório de artigos vai encontrar certamente o conteúdo que procura! A nossa equipa empenha-se diáriamente para procurar conteúdo relevante e publicar neste diretório sobre todas as temáticas possíveis e a nossa única fonte de receita é através dos cliques na publicidade que vai encontrar ao longo do artigo.

Obrigado pela sua visita e compreensão, boa leitura!

Já pensaste na quantidade de dados que apenas tu geras diariamente?

Tanto quando fazes uma transação através do Homebanking como quando acedes a uma página de internet, todas estas ações geram dados.

Agora, imagina a quantidade de dados gerados por pessoas em todo o mundo. É impossível contabilizar!

Num contexto empresarial, constatou-se a importância e o valor de analisar estes dados.

Assim, o conceito de Big Data surge relacionado com o conjunto de ferramentas capazes de agregar dados para ajudar na tomada de decisão.

Em termos simples, o Big Data pode ser compreendido como o processo, baseado em programação, algoritmos, mecanismos de pesquisa e ferramentas de bancos de dados que colecionam e armazenam uma quantidade significativa de dados.

Como funciona?

Para que possas compreender melhor o funcionamento do Big Data, dividimos o processo em etapas como verás de seguida.

1 – Reunir dados

A primeira etapa de um processamento Big Data consiste na obtenção de dados, ou seja, reunir todo o conjunto de informações.

Mesmo sendo uma etapa inicial, os dados passam por uma espécie de filtragem, que elimina informações erradas ou incompletas.

Este detalhe é muito importante para a efetividade das etapas seguintes.

2 – Integração dos dados

Os dados angariados são de diferentes fontes, formatos e características e, por isso, devem receber tratamentos específicos.

É através da integração que se torna possível definir critérios de validação, segurança e categorias dos dados, consoante as suas fontes.

3 – Análise e conformação dos dados

Esta é uma etapa crítica do processo do Big Data, pois os dados angariados começam a ganhar valor e a transformar-se em informação.

A atuação de profissionais qualificados, juntamente com o suporte de tecnologias de inteligência artificial e machine learning é o que torna esta etapa mais eficiente e assertiva.

4 – Interpretação dos dados

Por fim, temos a interpretação dos dados, que permite obter insights que serão valiosos na tomada de decisão num negócio.

Aqui, esta ferramenta pode proporcionar o diferencial competitivo de uma empresa.

Big Data na prática

Apesar de ser importante conhecer o funcionamento do Big Data em teoria, a sua compreensão torna-se mais efetiva quando percebemos este funcionamento na prática.

Por isso, apresentamos-te alguns exemplos que demonstram como esta ferramenta pode, de facto, proporcionar vantagens a uma empresa.

1 – Desenvolvimento de produtos

As informações relevantes obtidas através do processamento de dados podem ajudar diretamente na elaboração de estratégias de um negócio.

Por exemplo, a partir da análise em massa de redes sociais e bancos de dados de clientes, é possível desenvolveres produtos de forma mais assertiva e que atendam efetivamente as necessidades do teu público.

2 – Mais eficiência operacional

O processamento de dados mais ágil e eficaz facilita o que antes exigia processos manuais e burocráticos.

Num contexto empresarial, o Big Data torna possível encontrar soluções, analisar cenários, entregar feedbacks aos clientes, desenvolver produtos e preparar-se para momentos de crise de forma muito mais organizada e proativa.

3 – Melhorar a experiência do cliente

Proporcionar uma boa experiência ao cliente é um dos fatores que possibilita a continuidade de um negócio no mercado.

Com o Big Data, é mais fácil proporcionar a atenção e o valor que o teu público-alvo espera.

Isto é possível graças ao acesso quase ilimitado a diversos dados dos clientes, possibilitando uma interação mais próxima e oferecendo conteúdos personalizados às suas necessidades.

Por tudo isto, fica claro que o Big Data é uma ferramenta capaz de aprimorar as estratégias das diversas frentes de uma empresa, como operacional, marketing, etc.

Artigos de Interesse:

Autor Convidado

Sou um escritor freelance e nómada digital. Dedico a minha vida a explorar as principais estratégias de marketing. Por cinco anos, tenho partilhado a minha própria experiência a alunos, por forma a ajudá-los a desenvolver novas habilidades. Como viajar é a segunda forma de reconhecer o mundo, fico imensamente feliz em deixar os leitores também felizes com dicas e inovações.

Quem somos

Este será o maior diretorio de artigos DOFOLLOW do Brasil e Portugal.

Os objectivos são simples: ajudar qualquer pessoa ou entidade a divulgar o seu negócio através da partilha de conhecimento, ferramentas, serviços e soluções. Colocando em prática uma Estratégia Digital eficiente, capaz de captar audiências.

Assim sendo, queremos não só publicar os seus conteúdos, mas sobretudo continuar a aprender em conjunto com todos os nossos leitores como colaborar para esta mudança digital, estimulando o estudo e aprendizagem das técnicas e recursos da Internet.