Aprenda a usar o Google Trends e tirar proveito do Google

Se você trabalha em algo relacionado ao mundo das webs, seja com nichos, fazendo consultorias web ou mesmo se tem seu negócio, quer otimizá-lo, mantê-lo atualizado ou vai iniciá-lo, e ainda não usa o Google Trends, não se preocupe leitor, hoje você está com sorte.

Venho trazer para vocês o tutorial do Google Trends mais completo de toda a web, para que você possa resolver sua ignorância.

Vamos aprender como usá-lo e tirar o máximo proveito de todos os seus recursos de leitor/leitor. Vá em frente.

pssst... um pequeno à parte...

Neste diretório de artigos vai encontrar certamente o conteúdo que procura! A nossa equipa empenha-se diáriamente para procurar conteúdo relevante e publicar neste diretório sobre todas as temáticas possíveis e a nossa única fonte de receita é através dos cliques na publicidade que vai encontrar ao longo do artigo.

Obrigado pela sua visita e compreensão, boa leitura!

O que é o Google Trends e para que serve?

O Google Trends, chamado em espanhol, “Google Search Trends”, é uma das ferramentas mais subutilizadas do Google. Apesar de seu grande potencial, poucas pessoas sabem como aproveitar ao máximo seus recursos. Além do mais, nem o próprio Google oferece a repercussão que talvez mereça pelo que é, uma de suas próprias criações.

Sua principal função, como você já pode adivinhar, caro leitor, é fornecer os termos de pesquisa mais populares, em um determinado tempo passado.

Dito assim, parece muito simples, não é?

Vamos descartar esse pensamento e dar uma olhada mais profunda em quais recursos essa ferramenta possui.

Ao acessar o Google Trends

A primeira coisa que vemos ao aceder ao Google Trends é esta janela, na qual:

  1. Podemos começar por pesquisar uma palavra-chave ou tópico específico para analisar o seu comportamento, em termos de pesquisas ao longo do tempo.
  2. Ou, se não sabe por onde começar, a ferramenta oferece outros recursos como é o caso das “pesquisas populares”.

Se clicarmos em um destes e acedermos para ver o seu comportamento, filtrando por região, data, categoria e tipo de pesquisa, podemos posteriormente especificar com os filtros, algo que veremos em detalhe mais adiante. (marca a linha vermelha na imagem)

O gráfico mostra o interesse dos utilizadores sobre o tema ao longo de um intervalo de tempo (neste caso, 7 dias). São mostrados valores de 0 a 100, para representar o índice de popularidade de uma palavra-chave, neste caso “FIFA World Cup”.

100 significando a popularidade máxima da referida palavra-chave; 50, metade da popularidade do máximo; e 0 que não há dados suficientes para o termo.

Se você notou, deve ter notado que temos a opção de “Comparar” dados de outros termos, algo muito interessante que veremos mais adiante.

Junto com esse gráfico, se rolarmos para baixo, encontramos mais dados. Neste caso, os interesses divididos por regiões.

Neste caso, podemos ver que em Catar, há um índice de popularidade de 100. Isso porque o Campeonato será realizado nesta região.

No final, podemos ver uma tabela com listas de tópicos e consultas relacionadas, respectivamente.

Por padrão, as listas mostram os tópicos e consultas com filtro “Crescente”. Estes são os tópicos e consultas que as pessoas também consultaram, além do termo que estamos analisando (FIFA World Cup) e, por um motivo ou outro, estão aumentando em popularidade.

Para este caso, alterei este filtro e selecionei os tópicos e consultas “Principais” que são os que mais se assemelham à keyword inicial que estamos a analisar. Estes são os tópicos relacionados mais populares, até agora, e são representados em uma escala de popularidade de 0 a 100.

Tendências globais

Se voltarmos à página principal, onde nosso querido Google Trends nos mostrou exemplos para nos guiar, e rolarmos um pouco para baixo, encontramos uma lista de países, onde são mostrados os novos termos mais populares nesses sites.

Pode ser interessante, saber quais assuntos estão na moda ou o que está acontecendo em cada país, por exemplo, como podemos ver na imagem, Dia dos Pais em Cingapura, assim como em outros lugares.

Tendências diárias e em tempo real

Na mesma página principal, se clicarmos no menu suspenso na margem esquerda, veremos a opção “Tendências de pesquisa”.

Ao aceder a esta opção, poderemos descobrir as tendências diárias e em tempo real. Ainda não está funcionando em todos os países.

Esta função permite que ver um TOP 10 das buscas realizadas em diferentes dias, junto com as buscas relacionadas e o número de buscas para aquele termo. De acordo com o Google, os dados são atualizados a cada hora, para se manterem atualizados, o tempo todo.

Se clicarmos em um resultado, ele se expandirá, mostrando consultas e notícias relacionadas a essa pesquisa.

É interessante, não acha? Vamos continuar.

Listas das pesquisas mais populares de outros anos

Agora veremos a opção “O ano nas buscas”, que nos permite ver as buscas mais realizadas dos últimos anos.

Podemos acessar essa opção na famosa página principal da ferramenta ou no menu suspenso lateral na margem esquerda.

Para este exemplo, escolhi o ano completo, mais próximo de hoje, que é 2021.

Com esta opção, vemos um resumo dos temas mais pesquisados ​​e populares do ano que selecionamos, de forma rápida e fácil.

Por padrão, vemos apenas um TOP 5 de cada lista, mas se passarmos o mouse sobre ele, aparecerá a opção de mostrar mais 5 resultados, tornando-se um TOP 10.

Além disso, podemos clicar em qualquer termo e ele nos mostrará um gráfico e alguns dados como os que vimos no início, com o exemplo da “FIFA World Cup”.

Como usar o Google Trends? – Caso Prático

Agora vamos ver como aplicar as funcionalidades oferecidas pela ferramenta Google.

E como se costuma dizer que “a prática leva à perfeição”, vamos usar vários exemplos práticos.

Como pesquisar – Filtros de navegação

Ao entrar no Google Trends, como viu no início, nos dá a oportunidade de escrever uma palavra-chave que queremos, ou começar com exemplos, que já vimos.

Nesta seção, escolhi a palavra-chave “Super Bock” como exemplo. É uma marca de bebida de origem portuguesa. Ao inseri-lo na caixa de pesquisa do Google Trends, obtemos o seguinte:

Escolhi o intervalo dos últimos 90 dias, para que fique claro no próximo ponto, como a tendência de busca deste termo varia de acordo com o intervalo de tempo em que é analisado.

Abaixo do gráfico encontramos o seguinte:

Não é de surpreender que esta palavra-chave, na Comunidade Portuguesa, de onde se origina a Super Bock, tenha um índice de popularidade de 100.

Filtro de intervalo de tempo

Alterar o intervalo de tempo é muito simples. Acima do gráfico, o segundo filtro da esquerda é o filtro de intervalo de tempo. Você clica nele e pode escolher intervalos já definidos, ou um personalizado.

Vamos ver o que acontece se estendermos o intervalo de tempo para 12 meses:

Diferente, certo?

Agora, o gráfico mostra claramente que nos meses de verão há um pico que se destaca em relação ao resto dos meses do ano, e no momento da redação deste guia, o pico para este próximo verão está começando a ser criado.

Filtro geográfico

No início de uma pesquisa na ferramenta, o Google usa sua localização para mostrar dados relacionados ao site de onde você está fazendo a consulta.

Para alterar a origem dos dados, usaremos o primeiro filtro que encontrarmos no gráfico e escolheremos o local desejado.

O gráfico acima mostra as buscas realizadas a nível mundial, mas… o que acontecerá se mudarmos a origem da busca? Vamos ver isso.

Entrei na Antártida como local de origem e o resultado é que não há dados suficientes para exibir um gráfico. Pode ser, porque a horchata não é tão conhecida lá como na Espanha e, portanto, é muito pouco ou nada procurada.

Filtro de categoria

O filtro de categoria é o terceiro dos quatro no gráfico.

As variações nos gráficos que vimos no ponto anterior, também acontecem quando a seção, dentro do Google, na qual pesquisar não é escolhida corretamente.

Por exemplo, não é o mesmo que, ao pesquisar por “Super Bock”, selecionamos a categoria “Jogos” (primeira imagem), do que a categoria “Alimentação e bebida” (segunda imagem).

Está comprovado, então, que cuidados especiais devem ser tomados com o uso que se dá aos filtros. Caso contrário, poderíamos estar recebendo dados errados.

Filtrar por tipo de pesquisa

O quarto e último filtro é o tipo de pesquisa. É usado para especificar se queremos que os dados sejam levados em consideração do YouTube, da web, imagens, notícias ou google shopping.

Primeiro, escolhemos “Google Shopping” como tipo de pesquisa e este é o gráfico que o Google Trends nos mostra:

Em seguida, escolhemos “Pesquisa de Imagens do Google” como filtro e é isso que a ferramenta retorna:

Para finalizar o tópico dos filtros, está comprovado que eles são úteis se usados ​​corretamente.

Comparação de termos

A ferramenta Google Trends permite ver dados de até 5 termos ao mesmo tempo, para compará-los.

A maneira de adicionar mais de um dado é mais do que fácil. Ao lado da keyword inicial que inserimos, aparece o símbolo “soma” com a palavra “comparar”.

Se clicarmos nele, podemos inserir mais termos para analisar, ao lado do principal.

Neste ponto, vamos mudar os exemplos, e vamos deixar a Super Bock de lado para não ficar entediado. Aqui, escolhi dois personagens do meio musical, o DJ sueco conhecido como “Avicii” e a cantora espanhola “Rosalía”.

Vemos que, tanto no gráfico que pertence a “Avicii” como no de “Rosalía”, há certos picos. No próximo ponto, mostrarei como analisar esses pontos quentes ao longo do tempo.

Um segundo exemplo que escolhi é o de dois consoles de videogame, “FIFA 22”, de futebol, e um que virou moda entre os mais novos, “Fortnite”.

Neste exemplo também existem diferenças, que convido a analisar seguindo o exemplo dos músicos, que veremos a seguir.

Você deve ter notado que eu escolhi intervalos de tempo diferentes para ambos os gráficos. Isso é poder ver certos pontos no tempo que mais nos interessam e poder interpretá-los corretamente.

Diferentes intervalos de tempo para cada período

Antes de continuar, devemos comentar que haverá ocasiões (que veremos mais adiante) em que, enquanto comparamos termos, podemos estar interessados ​​em que cada um tenha um intervalo de tempo diferente, em vez de todos terem o mesmo.

Para atribuir a cada termo seu próprio intervalo de tempo determinado, o que você precisa fazer é passar o mouse sobre o termo e os 3 pontos de ajuste aparecerão:

Em seguida, clicamos neles e aparecerão diferentes opções, entre as quais selecionaremos “Alterar filtros”.

E uma vez lá, podemos selecionar individualmente os filtros que queremos aplicar a esse termo.

Interpretação dos gráficos

Bem, agora que temos os gráficos, resta apenas descobrir o que eles estão nos dizendo.

Passando o cursor do mouse sobre o gráfico, aparece uma janela pop-up que nos mostra os dados em relação a uma semana específica.

Vejamos o exemplo dos dois músicos:

Quando passamos o mouse sobre o penúltimo pico, correspondente ao gráfico “Rosalía”, vemos que ele nos mostra a semana de 13 a 19 de março de 2022.

Se formos ao motor de busca Google e escrevermos “Rosalía março 2022” estes são alguns dos resultados na primeira página:

Com alguns passos simples descobrimos porque, naquela semana, o termo “Rosalía” foi tão procurado.

Percebemos que por volta dessas datas, a cantora esteve em Tour.

O pequeno gráfico de barras, localizado à esquerda, mostra o número médio de buscas realizadas por dia, durante o intervalo de tempo que estabelecemos anteriormente.

Se rolarmos e descermos, encontramos um mapa geográfico, que neste caso optei por ver “A nível mundial” para que se possa ver a relevância de cada termo nos diferentes países, durante o intervalo que definimos:

Também nos ajuda a observar em que lugares o termo é conhecido e procurado e onde não é. Neste caso, nestas datas, “Avicii” era mais popular em todo o mundo do que “Rosalía”.

Solução para o exemplo dos Jogos (se você não o analisou, este é o momento, antes de continuarmos a leitura e ver se pensamos o mesmo).
Para que o tutorial não demore muito, deixei você analisar este exemplo.

Agora vou dar minha análise dos gráficos, e vamos ver se concordamos:

Se olharmos para o gráfico que coloquei acima, vemos que o gráfico do FIFA 22 tem um pico por volta de setembro de 2021. Isso ocorre porque os jogos do FIFA de cada ano são lançados nesse mês e depois perde popularidade até ao FIFA do ano que vem.

No entanto, o gráfico Fortnite permanece mais ou menos estável com certos picos. Isso ocorre porque neste jogo os criadores lançam atualizações periodicamente ao longo do ano, para manter sua popularidade estável.

Exportar dados

Caso estejamos trabalhando com alguns dados e queremos compartilhar ou guardar para não os perder quando desligarmos o computador, o Google Trends oferece as seguintes opções.

Teremos apenas que clicar em uma das 3 opções que estão na parte superior direita do gráfico ou seção que estamos observando. (Na imagem a seguir, indicado em verde).

Da esquerda para a direita, as opções de exportação de dados são as seguintes:

CSV

A primeira opção para exportar dados é fazê-lo no formato CSV. Isso nos permite importar os dados em uma planilha, como o Excel, para poder organizá-los como quisermos, com filtros, tabelas, ordenados por critérios, etc.

Incorporar

A segunda opção permite obter um código para embutir a informação em uma página HTML.

Este é o código para mostrar a comparação entre o termo “Avicii” e “Rosalia”, analisado nos pontos anteriores:

 

<script type=”text/javascript” src=”https://ssl.gstatic.com/trends_nrtr/2965_RC01/embed_loader.js”></script> <script type=”text/javascript”> trends.embed.renderExploreWidget(“TIMESERIES”, {“comparisonItem”:[{“keyword”:”fifa 22″,”geo”:””,”time”:”today 12-m”},{“keyword”:”fortnite”,”geo”:””,”time”:”today 12-m”}],”category”:0,”property”:””}, {“exploreQuery”:”q=fifa%2022,fortnite&date=today 12-m,today 12-m”,”guestPath”:”https://trends.google.pt:443/trends/embed/”}); </script>

 

A ferramenta mostra uma prévia, para que você possa ver como ficará na página da web, tanto na versão desktop quanto móvel.

Compartilhar

A terceira opção nos permite compartilhar os gráficos ou dados que queremos em nossas redes sociais.

Como usar o Google Trends na minha estratégia de SEO

Tendo explicado as funções básicas para começar a usar o Google Trends, vamos ver o que ele pode nos oferecer para nossa própria estratégia de SEO.

Descubra novas palavras-chave

O Google Trends pode nos ajudar a encontrar, quem sabe, talvez uma pepita de ouro, seja para começar a atacá-la, seja para incluí-la em nosso projeto já iniciado.

Por exemplo, ao pesquisar a palavra-chave “Tablet“, a ferramenta nos oferece uma lista de tópicos e pesquisas relacionadas, que os usuários também realizam.

Usado em conjunto com outra ferramenta, como KeywordTool.io, que nos dá o volume de pesquisa, pode ser muito útil.

Antecipar o comportamento de uma palavra-chave

Para esta seção, usaremos o termo “Eden Hazard” como exemplo.

Para os menos fãs de futebol (inclusive eu), Eden Hazard é um jogador de futebol de nacionalidade belga, que foi jogador do Chelsea FC, time inglês. Atualmente, é jogador do Real Madrid CF.

Agora você vai ver leitores, porque eu escolhi este exemplo.

No gráfico vemos que, no verão de 2019, essa busca teve um pico de popularidade. Isso se deve ao fato de que no verão é quando as equipes de futebol se movimentam em relação à contratação de novos jogadores para seus clubes.

O Real Madrid vendeu no ano passado seu craque, Cristiano Ronaldo. É por isso que, desde aquele ano, havia rumores na mídia de telecomunicações que Eden Hazard poderia ser seu substituto.

Mas não foi até junho de 2019, quando a contratação do jogador belga foi oficializada. É por isso que, este mês, houve outro pico de popularidade em relação a esse termo de pesquisa.

Observando o gráfico, podemos ver, por exemplo no tema futebol, quando são os horários em que determinados termos têm mais tendência. Neste caso, nos meses dos mercados de transferências.

Analise a tendência de uma palavra-chave ou tópico

Para esta seção, usarei a palavra-chave “Bicicletas” e estudarei sua tendência durante os últimos 5 anos completos.

Como mostrei antes, adicionei o termo “Bicicletas” 5 vezes, mas cada uma com um intervalo de ano diferente. Vamos ver o que conseguimos.

Talvez olhando para os gráficos de linha você não entenda o que está acontecendo. Mas se olharmos para o gráfico de barras à esquerda… agora sim, certo?

Vê-se que desde 2017 até 2019, a tendência de busca pela palavra-chave “Bicicletas” vem caindo e depois em 2020 teve um pico e volta a cair.

Neste caso, se tivéssemos um site de bicicletas, teríamos que estudar outras palavras-chave interessantes, e não focar apenas em “Bicicletas”.

Por exemplo, analisando a palavra-chave “Bicicleta elétrica”, se observarmos o gráfico de barras, vemos que a tendência é de aumento.

Analisando o gráfico, eu optaria por girar em direção a esse tipo de palavras-chave. Ao mesmo tempo em que a ferramenta é utilizada, é preciso pensar também no que está acontecendo em seu ambiente: que os novos meios de transporte elétricos são os que estão na moda e vão suplantar os tradicionais no futuro.

Analise a tendência da sua própria marca

Assim como analisamos o termo “Bicicletas” no ponto anterior, você pode aplicá-lo para analisar a tendência da sua marca e ver se ela está crescendo ou diminuindo.

Dessa forma, você poderá ver se algo está errado, descobrir o que é e optar por tomar as medidas necessárias, analisando os gráficos previamente.

Aproveite as palavras-chave com tendências sazonais

Todos sabemos que existem certas palavras-chave que se tornam mais importantes em determinadas épocas do ano, como: Dia dos Namorados, Natal, verão, Dia dos Pais, Dia das Mães, Black Friday, etc.

Por exemplo, com “Dia de São Valentim” é claramente visto em que época do ano, as pessoas fazem mais buscas por esse termo, então meses antes podemos antecipar isso e trabalhar nessa keyword.

Isso pode ser extrapolado para qualquer palavra-chave que acreditamos estar em alta em determinadas épocas do ano.

Investigar novos nichos de mercado

Se você é um empreendedor e está nos estágios iniciais de escolha do tema do negócio que deseja criar, a ferramenta pode ajudá-lo a comparar diferentes nichos de mercado, oferecendo quais locais são mais procurados, cada tema que você tem em mente.

Neste exemplo, você pode ver que “Relógios” é mais tendência do que “Óculos de sol” ao longo do ano.

Não quer dizer que você não escolha a segunda porque nos gráficos você viu que ela tem menos tendência. Junto com isso, mais pesquisas de mercado terão que ser realizadas, mas para ter uma ideia e descartar tópicos em que se vê uma diferença mais clara, o Google Trends pode te ajudar.

 

Devo usar o Google Trends para minha estratégia?

Depois de ter visto as funcionalidades desta ferramenta, você deve ter clareza sobre a resposta a esta pergunta.

Uma ferramenta fácil de usar, que fornece todos os dados do próprio Google, que você pode usar para mais de uma finalidade que já vimos e que também é gratuita. O que mais se pode pedir?

Artigos de Interesse:

Autor Convidado

Sou um escritor freelance e nómada digital. Dedico a minha vida a explorar as principais estratégias de marketing. Por cinco anos, tenho partilhado a minha própria experiência a alunos, por forma a ajudá-los a desenvolver novas habilidades. Como viajar é a segunda forma de reconhecer o mundo, fico imensamente feliz em deixar os leitores também felizes com dicas e inovações.

Quem somos

Este será o maior diretorio de artigos DOFOLLOW do Brasil e Portugal.

Os objectivos são simples: ajudar qualquer pessoa ou entidade a divulgar o seu negócio através da partilha de conhecimento, ferramentas, serviços e soluções. Colocando em prática uma Estratégia Digital eficiente, capaz de captar audiências.

Assim sendo, queremos não só publicar os seus conteúdos, mas sobretudo continuar a aprender em conjunto com todos os nossos leitores como colaborar para esta mudança digital, estimulando o estudo e aprendizagem das técnicas e recursos da Internet.