Os pontos-chave do teste MiFID obrigatório que lhe será pedido para fazer se quiser investir

O teste MiFID visa analisar o perfil de investidor de uma pessoa, ou seja, o quanto sabe sobre o produto em que vai investir e se está ou não disposto a correr riscos.

Os peritos do comparador financeiro HelpMyCash.com dizem-nos que perguntas nos serão feitas antes de começarmos a investir e porque somos obrigados a fazer este teste.

pssst... um pequeno à parte...

Neste diretório de artigos vai encontrar certamente o conteúdo que procura! A nossa equipa empenha-se diáriamente para procurar conteúdo relevante e publicar neste diretório sobre todas as temáticas possíveis e a nossa única fonte de receita é através dos cliques na publicidade que vai encontrar ao longo do artigo.

Obrigado pela sua visita e compreensão, boa leitura!

Começar a investir é algo que muitas pessoas se propuseram a fazer no início de um novo ano, a fim de obter um retorno do dinheiro que pouparam. Também pode ser um bom instrumento para evitar a inflação.

Qualquer pessoa que comece a investir em Espanha tem de responder a várias perguntas para analisar se é ou não adequado para a aquisição de um produto de investimento. HelpMyCash.com fala-nos da origem deste teste e dos seus pontos-chave.

Qual é a origem do teste MiFID?

O teste MiFID tem a sua origem na regulação Directiva Mercado de Instrumentos Financeiros que foi lançado em 2007 e actualizado em 2018 como MiFID II. É comum a toda a União Europeia e foi criado com a ideia de que os consumidores poderiam ter maior transparência nos produtos de investimento.

Porque é que faz o teste MiFID?

Quando investimos, há sempre um maior ou menor risco para o dinheiro, ou seja, que pode haver ganhos ou perdas e este risco existe sempre.. É por isso que é necessário ser muito claro sobre toda a informação e as principais características dos produtos antes de contratar um.

O teste MiFID é uma série de perguntas para garantir que o consumidor compreendeu um produto de investimento antes de o retirar e que ele/ela cumpre o perfil correcto para se candidatar ao mesmo.

O que é um teste MiFID

Se quiser aumentar os seus conhecimentos financeiros, descubra o que é a Euribor e como ela nos afecta.

Que questões nos serão colocadas antes de começarmos a investir?

Qualquer banco, corretorconsultor de robôs ou outra entidade que ofereça um produto de investimento para consumidores minoritários deve colocar estas questões. Algumas destas questões referem-se simplesmente à idade da pessoa, nível de educação, estatuto de emprego, se tem ou não experiência prévia de investimento, etc.

Por outro lado, haverá questões mais específicas sobre o objectivo que temos com o investimento, ou o que pretendemos alcançar com ele.Por exemplo, se precisamos que seja um investimento durante alguns anos e depois retirar o dinheiro, ou se estamos a pensar nele como algo que irá durar até à reforma.

Ser-nos-á também perguntado sobre a percentagem de perda que estaríamos dispostos a aceitar. Geralmente, dependendo se preferimos arriscar mais ou menos, teremos também mais ou menos retorno potencial a ganhar.

Outra questão que pode ser uma surpresa, mas que é útil para para delinear se somos investidores mais conservadores ou mais arriscados. é a de “O que faria em caso de perda”?. Dependendo da resposta dada a esta pergunta também marca se a pessoa dá prioridade à assunção de mais riscos, mas tendo mais retorno potencial ou não assumindo tantos riscos, mesmo que o retorno potencial seja menor.

O que o Teste MiFID indica

Se quiser fazer o seu dinheiro crescer, não perca estas cinco dicas para começar a investir a partir do zero.

O que significa ser um investidor conservador ou arriscado?

Para além de avaliar se uma pessoa tem ou não conhecimentos suficientes para investir, o teste MiFID determina se essa pessoa deve assumir mais ou menos riscos no investimento. Quando se fala de um investidor mais conservador ou de um investidor mais arriscado, isto está directamente ligado ao potencial retorno que pode ser esperado. Quanto maior for o risco do investimento, maior é o retorno potencial que se pode esperar.

O perfil do o investidor conservador será aquele que quer menos risco e, por conseguinte, optarão por ganhar menos dinheiro, mas também esperam fazer menos perdas. O perfil do O investidor de risco assume um risco mais elevado e pode ter perdas mais elevadas.mas com uma estratégia de investimento bem configurada, está confiante de que, a longo prazo, os retornos serão elevados.

Autor Convidado

Sou um escritor freelance e nómada digital. Dedico a minha vida a explorar as principais estratégias de marketing. Por cinco anos, tenho partilhado a minha própria experiência a alunos, por forma a ajudá-los a desenvolver novas habilidades. Como viajar é a segunda forma de reconhecer o mundo, fico imensamente feliz em deixar os leitores também felizes com dicas e inovações.

Quem somos

Este será o maior diretorio de artigos DOFOLLOW.

Os objectivos são simples: ajudar qualquer pessoa ou entidade a divulgar o seu negócio através da partilha de conhecimento, ferramentas, serviços e soluções. Colocando em prática uma Estratégia Digital eficiente, capaz de captar audiências.

Assim sendo, queremos não só publicar os seus conteúdos, mas sobretudo continuar a aprender em conjunto com todos os nossos leitores como colaborar para esta mudança digital, estimulando o estudo e aprendizagem das técnicas e recursos da Internet.