Calcule quanto deverá recuperar do seu banco após o CC confirmar a retroactividade total das cláusulas de retroactividade do piso

Calcular quanto dinheiro o banco lhe deve devolver após o Supremo Tribunal confirmar a retroactividade das cláusulas com a ferramenta de cláusulas de piso.

Já não há lugar a dúvidas, os titulares de hipotecas com uma cláusula de piso não transparente poderão recuperar tudo pago em excesso desde o início e não a partir de 2013. O Supremo Tribunal tomou posse da decisão do TJUE. de 21 de Dezembro de 2016 a favor de uma retroactividade total das cláusulas de piso. Agora que o reembolso total foi confirmado, calcule quanto é que o banco lhe deve desde o início pelo valor da hipoteca com esta calculadora gratuita.

pssst... um pequeno à parte...

Neste diretório de artigos vai encontrar certamente o conteúdo que procura! A nossa equipa empenha-se diáriamente para procurar conteúdo relevante e publicar neste diretório sobre todas as temáticas possíveis e a nossa única fonte de receita é através dos cliques na publicidade que vai encontrar ao longo do artigo.

Obrigado pela sua visita e compreensão, boa leitura!

Como posso saber se posso reclamar o piso?

A fim de poder reclamar a hipoteca e para que a entidade devolva o que lhe é devido, quer por meios judiciais ou extrajudiciais, temos de cumprir uma série de requisitos.

O primeiro e fundamental requisito é ter assinado uma hipoteca com uma cláusula de baixa que não satisfaz os critérios de transparência. Ou seja, ter assinado uma hipoteca sem saber o que era uma cláusula de baixa ou sem que a entidade a reflicta na oferta vinculativa. É nestes casos que tais cláusulas são consideradas nulas e nulas como abusivas.

O segundo requisito é ser um consumidor ou, melhor, que a hipoteca não é dedicada a fins comerciais. Por exemplo, os não-consumidores que têm uma hipoteca com uma cláusula de piso para as suas instalações onde exercem uma actividade comercial não poderiam, em princípio, reivindicar, pelo menos ao abrigo das directrizes do Acórdão SC de Maio de 2013. Contudo, os não-consumidores com uma hipoteca com uma cláusula de piso para um fim não comercial podem reclamar. O mesmo pode acontecer com todos os outros consumidores.

E, finalmente, também poderemos reclamar se não chegámos a um acordo prévio com a entidadeem que renunciámos expressamente ao direito de reivindicar a devolução das cláusulas do piso no futuro. Embora, nestes casos, seria sempre necessário verificar as condições nas quais o acordo foi feito.

Como posso calcular quanto é que o banco me deve?

Com esta ferramenta desenvolvida pelo comparador hipotecário HelpMyCash.com é fácil verificar quanto dinheiro o banco nos deve se tivermos uma cláusula de piso abusiva. Em primeiro lugar é totalmente gratuito, em segundo lugar só temos de preencher alguns campos simples com dados da hipoteca e em apenas alguns minutos receberemos um relatório personalizado com o montante que podemos reclamar do banco.

Os dados a introduzir são a data de assinatura, o tipo de revisão do contrato de hipoteca (semestral, anual, etc.), o banco, a hipoteca contratada, o montante do financiamento, o prazo, o valor do piso, o diferencial e o endereço de e-mail onde desejamos receber o cálculo.

No ficheiro podemos ver quanto é que o banco nos deve desde o início pelas cláusulas do piso e o montante que nos deveria ter pago se a retroactividade só tivesse sido limitada até Maio de 2013. Além disso, uma tabela de amortização do empréstimo hipotecário é anexada.

Autor Convidado

Sou um escritor freelance e nómada digital. Dedico a minha vida a explorar as principais estratégias de marketing. Por cinco anos, tenho partilhado a minha própria experiência a alunos, por forma a ajudá-los a desenvolver novas habilidades. Como viajar é a segunda forma de reconhecer o mundo, fico imensamente feliz em deixar os leitores também felizes com dicas e inovações.

Quem somos

Este será o maior diretorio de artigos DOFOLLOW do Brasil e Portugal.

Os objectivos são simples: ajudar qualquer pessoa ou entidade a divulgar o seu negócio através da partilha de conhecimento, ferramentas, serviços e soluções. Colocando em prática uma Estratégia Digital eficiente, capaz de captar audiências.

Assim sendo, queremos não só publicar os seus conteúdos, mas sobretudo continuar a aprender em conjunto com todos os nossos leitores como colaborar para esta mudança digital, estimulando o estudo e aprendizagem das técnicas e recursos da Internet.